Brasil cai no ranking da solidariedade

O Brasil é o 122° colocado no World Giving Index, o ranking Global da Solidariedade. O levantamento registra o número de pessoas que, no mês anterior à consulta, doaram dinheiro para uma organização da sociedade civil (ONG), ajudaram um estranho ou fizeram trabalho voluntário.
No último levantamento, o Brasil era o 75° colocado, mas caiu para a posição 122, dos 146 países entrevistados. A pesquisa preocupa Organizações da Sociedade Civil que sobrevivem de doações, como é o caso do Circo Laheto.
O Circo trabalha com 130 crianças e adolescentes de escolas públicas de Goiânia. Elas têm aulas de técnicas circenses, como acrobacia e perna de pau; têm ajuda para fazer as tarefas escolares; e ainda participam de oficinas de Dança, Literatura e Matemática. Além de receber café da manhã, lanche, almoço e jantar. O Laheto ainda tem 13 funcionários que trabalham com carteira assinada.
Para manter toda essa estrutura são gastos mais de R$ 30 mil mensais. A contribuição do Estado e da Prefeitura é pequena, além de atrasar. O restante do dinheiro é arrecadado entre a sociedade, em parcerias com empresas e também com as apresentações do grupo profissional do Laheto.
Fechar as contas no fim do mês nem sempre é fácil. Durante alguns meses do ano passado foi preciso até mesmo liberar as crianças mais cedo por falta de comida para fazer almoço e jantar.
É muito importante que a sociedade e, principalmente os empresários, se conscientizem de que organizações sociais precisam de apoio financeiro. O trabalho feito por projetos sociais muda vidas.

O ranking pode ser visto no site:
www.idis.org.br

Publicado em Destaque, Notícias.